ROTARIANO DA NIGÉRIA DOA US$1 MILHÃO PARA COMBATER A POLIO

 

O país é um dos três endêmicos, junto com Afeganistão e Paquistão.

Sir Emeka Offor, um homem de negócios bem-sucedido e filantropo, anunciou no palco da última Convenção do Rotary em Sidney que irá doar US$1 milhão à Fundação Rotária para financiar atividades de erradicação da pólioEle é associado do Rotary Club de Awka GRA e embaixador do programa Pólio Plus do Rotary na Nigéria. Também vice-chair-executivo do Chrome Group, já contribuiu mais de US$3,1 milhões ao Rotary para ajudar a eliminar a doença.

No evento ele declarou que tem um compromisso pessoal para lutar contra a paralisia infantil. “Muitos dos meus amigos foram vítimas da pólio. Quando ainda jovem, eu prometi que um dia faria algo para livrar a Nigéria desta doença tão cruel.”

O empresário abriu um escritório em Abuja, sem ônus para o Rotary International, para melhor conduzir suas atividades e para ajudar a Comissão Pólio Plus da Nigéria, que junto com o Afeganistão e Paquistão forma a lista dos três países onde a doença ainda é endêmica.

Apesar do grande progresso, com apenas dois casos registrados nos últimos 12 meses, Sir Emeka afirma que a Nigéria enfrenta problemas de segurança e há dificuldade de acesso aos Estados do norte, restringindo o sucesso das campanhas de imunização.

“O governo nigeriano, que conta com o apoio da comunidade internacional, está fazendo o possível para eliminar a onda de violência que assola a nação, incluindo sequestros e terrorismo. A paz facilitaria a erradicação da pólio na Nigéria, mas não podemos esperar pelo momento certo. Temos que encontrar todos os meios que nos ajudem a eliminar este mal agora.”

(Por Ryan Hyland, Rotary News)